Sub-plot: entenda de uma vez por todas!



Sub-plot não é o par romântico do protagonista!!


Um dos conceitos mais mau compreendidos é do sub-plot! E a melhor forma de entender uma coisa que, possivelmente, está enraizada de forma errada nos seus conceitos teóricos (e com certeza nos práticos também), é começar definindo o que ele NÃO É.

O melhor uso do sub-plot é para dar profundidade ao personagem. E aí vem o erro: roteiristas equivocados pensam “Ahh, então eu vou colocar um interesse romântico na minha estória (sabe aquele flerte de uma personagem feminina com o protagonista seguro-de-si?) e pronto; eu dou profundidade pois crio uma estória só deles, revelo outros aspectos do protagonista (e acha que está aprofundando)” e por aí vai!!

Pois saibam: é no sub-plot que reside o cerne (a ideia germinal) da criação de um dilema no protagonista. Mas como? Em termos práticos é no sub-plot que o roteirista tem a oportunidade de, pelo contraste, mostrar as consequências de uma escolha. Pelo menos uma das escolhas possíveis, afinal trata-se de um dilema.

Putz, não ajudou em nada!!

O sub-plot mostra como um personagem secundário (e sem importância até então) lida com o mesmo problema que o protagonista está enfrentando no decorrer da trama!


Percebeu? Você muda a perspectiva da audiência e, principalmente, do protagonista! Ele passa a encarar o problema que está enfrentando de modo levemente diferente, e agora ele sabe de alguém que resolveu ou fez uma escolha (e suas consequências). Isso vai influenciar a sua escolha futura e o melhor, vai mudar o protagonista que está inserido no plot (aquele que todos nós temos acesso!).

Pra finalizar:

Sub-plot não é o sidekick falando do seu passado. E definitivamente não é um plot que não foi aproveitado.


Isso é preguiça, erro conceitual, o que for! Não ache que roteirista hollywoodiano acrescenta um sidekick, um par romântico e chama isso de sub-plot, seja correto. Eles fazem isso para aumentar o âmbito da audiência. Tal como o alívio cômico, por exemplo, ou a mão pesada dos produtores… mas isso foge da minha competência… Portanto fico por aqui. Abs!


Imagem: relações entre os personagens de “Orgulho e Preconceito” J. Austen

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s